#VERDADEIRO

Agentes da ADH estão distribuindo álcool gel em conjuntos habitacionais de Teresina

Diante dos inúmeros casos de golpistas e ladrões disfarçados de agentes federais ou como funcionários de empresas terceirizadas, a maioria das pessoas fica até com receio de abrir a porta de casa para quem diz apenas que irá entregar um álcool em gel de maneira solidária. Apesar de algumas famílias de Teresina suspeitarem de uma ação de entrega de álcool em gel em conjuntos habitacionais da capital, a COAR confirma que não é um golpe. A verdade é que profissionais da Agência de Desenvolvimento Habitacional do Estado do Piauí (ADH-PI) estão realizando a entrega desse item, além de cestas básicas.

Usuário desconfiou que a distribuição seria um golpe para pegar número de CPF

A COAR entrou em contato com o diretor de Unidade de Habitação da ADH, João Rodrigues Lima Filho, que esclareceu que não é um golpe. Na verdade, é uma ação realizada pela instituição com o apoio de emendas parlamentares.

Iniciamos a distribuição na semana passada para famílias carentes. Estamos doando álcool em gel e cestas básicas, oriundos de emendas parlamentares.

Inclusive no mês de abril, o deputado estadual Evaldo Gomes (Solidariedade) destinou R$ 500 mil de emendas parlamentares, que estão sendo aplicadas na compra de materiais de higiene, entre os quais – álcool em gel – distribuídos através da ADH para as famílias carentes de Teresina, conforme já informado pelo diretor.

O diretor da pasta ainda informou que a partir desta quarta-feira (20) vai ser iniciado a distribuição de cestas básicas junto com o álcool em gel para a população. Serão beneficiados famílias carentes que residem em conjuntos habitacionais construídos pelo Governo Estadual. As famílias contempladas devem possuir renda entre 1 e 2 salários mínimos e membros que trabalhem como autônomos.

QUEM PODE RECEBER AS DOAÇÕES?

Para o recebimento da doação de cestas básicas e álcool em gel, é preciso atender alguns requisitos: ser mãe solteira; idoso; deficiente físico ou ainda possuir um trabalho informal.

Escrito por: Marta Alencar, Naiane Feitosa e Beatriz Mesquita

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: