#ENGANOSA

É GOLPE! Suposta mensagem do Banco do Brasil solicitando dados e senhas de clientes por SMS

Quem não conhece ou nunca caiu em golpe virtual pode ser enganado facilmente por golpistas. Um exemplo desse tipo de crime é o Phishing, tática usada por golpistas para roubar dados pessoais de clientes de banco. Foi o que aconteceu esta semana com milhares de brasileiros que receberam uma suposta mensagem do Banco do Brasil. O conteúdo solicitava que os usuários atualizassem a conta por meio de um link de autoatendimento para evitar o bloqueio da conta pessoal. A mensagem ainda pedia vários dados do titular e senha. A COAR informa que o conteúdo é enganoso por se tratar de um golpe.

Mensagem enviada por golpistas

O próprio Banco do Brasil já alertou, em seu perfil no Twitter, que dados ou senhas nunca são solicitados por meio de mensagens e que as mensagens enviadas pelo SMS do banco são pelo telefone 4004-0001, o que não bate com o número que envia as mensagens falsas, cujo DDD é “016”, ou seja, abrange cidades do estado de São Paulo.

Perfil oficial do Banco do Brasil

Nossa equipe entrou em contato com o titular da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática do Estado do Piauí, o delegado Anchieta Nery, que fez um levantamento da evolução dos casos desses tipos de crimes virtuais entre os anos 2018-2019.

O levantamento consta que uma evolução de 190% nos casos de invasão de dispositivo informático. Nery informou que a Polícia Civil está com dificuldades com relação à produção de dados estatísticos em 2020. Devido à pandemia da Covid-19 – as pessoas foram autorizadas a fazerem o boletim de ocorrência de casa e os de crimes graves são feitos presencialmente. Como todas as ocorrências estão separadas em dois sistemas, as estatísticas só poderão se organizadas depois que a pandemia acabar.

Levantamento feito pelo delegado Anchieta Nery.

A Polícia Federal já fez um alerta sobre ameaças cibernéticas, destacando um aumento nos casos durante a crise sanitária provocada pela Covid-19. Algumas das orientações de prevenção passadas pela instituição são:

Em relação aos aplicativos maliciosos – deve-se ficar atento e baixar apenas os aplicativos indicados em sites oficiais. A PF informa que foram identificados diversos aplicativos solicitando informações ou se passando por órgãos do governo a fim de obter dados pessoais.

No que se refere aos links – assim como a COAR sempre faz, a Polícia Federal também orienta que não cliquem em links enviados por e-mail, SMS ou aplicativos de mensagens, em nome de instituições bancárias, e não preencham dados de cartões de crédito em formulários, nem informem dados de cartões de crédito e senha em ligações telefônicas. É importante buscar informações junto aos seus bancos nos canais oficiais.

A COAR reforça: não clique em links duvidosos e não forneça nenhuma informação pessoal para desconhecidos.

Em caso de dúvidas você pode entrar em contato com nossa esquipe pelo WhatsApp: (86) 995179773 ou pelo Instagram @coarnoticias.

Escrito por: Naiane Feitosa

Edição: Wanderson Camêlo

Referências da COAR:

  1. Perfil no Twitter do Banco do Brasil
  2. Site Exame
  3. Site da Polícia Federal

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: