VERIFICAMOS

Teresina é a pior capital do país em saneamento básico?

Em período de eleição, o que mais rola são notícias sobre o que mudou para melhor ou pior nas cidades. Ultimamente, alguns usuários têm compartilhado em grupos de WhatsApp, uma matéria de um site local, colocando Teresina como a capital que tem pior índice de saneamento básico. O texto diz recapitular uma reportagem (sem citar quando a mesma foi ao ar) veiculada no matutino “Bom Dia Brasil”, da Rede Globo.

Com o conteúdo em mãos, a COAR constatou que a mensagem está fora de contexto. O texto jornalístico não é atual, como dá a entender postagens feitas em grupos de WhatsApp, pois foi publicado em 2018.

Trecho da matéria que cita a reportagem do Bom dia Brasil, da Rede Globo (Foto: reprodução/Oito Meia)

Outras importantes constatações:

A matéria que consta no site piauiense foi veiculada exatamente no dia 09 de janeiro de 2018, ou seja, antes do relatório do Instituto Trata Brasil (organização de interesse voltado aos avanços do saneamento básico brasileiro), que foi colocado à disposição somente em abril daquele ano.

A reportagem da Rede Globo também foi ao ar no dia 09 de janeiro de 2018 e leva em consideração dados do Trata Brasil, mas sem fazer referência – na parte que destaca Teresina, ao ano em que o levantamento usado como parâmetro foi feito. Caso tenha sido 2017, a notícia não condiz com a verdade, já que no período o Instituto Trata Brasil aponta Teresina como a pior entre as capitais nordestinas , em termos de saneamento básico, e não a pior em âmbito nacional.

Em 2018, Teresina também não aparece como a pior do ranking geral.

Ranking do saneamento básico elaborado pelo Instituto Trata Brasil; comparativo entre 2017 e 2018 (Foto: divulgação)

O levantamento feito pela COAR mostra que, entre 2018 e 2019, a capital piauiense era a 22° no ranking de saneamento. Em 2020 desceu para 23°. Se levarmos em consideração os dados das 100 cidades mostrados na planilha do Instituto Trata Brasil é possível perceber uma mudança um pouco diferente, pois em 2018, entre as 100 cidades, Teresina estava em 84°, em 2019 era a 85°, e em 2020, desceu para 90° colocação.

O Indicador de atendimento total de esgoto em subiu de 23,49% em 2018, para apenas 29,25% em 2020. Uma evolução tão pequena para a capital, que nem mesmo ajudou a subir no ranking, mas a descer. Além do atendimento total de esgoto o Indicador de esgoto tratado por água consumida também subiu pouco, de 14,63%em 2018, para 19,45% em 2020.

Escrito por: Naiane Feitosa e Wanderson Camêlo

Edição: Marta Alencar

Referências da COAR:

Site do programa Bom Dia Brasil

Instituto Trata Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: