COAMOS: Reportagem nacional sobre a Vila Irmã Dulce é imprecisa

Uma reportagem veiculada na Rede Record sobre a Vila Irmã Dulce, bairro localizado na zona sul de Teresina, gerou a revolta de muitos moradores do local. O conteúdo foi ao ar no dia 1° deste mês, no programa Cidade Alerta, e afirma, dentre outras coisas, que a região foi dominada por facções criminosas.

O vídeo circulou massivamente nas redes sociais e chegou a ser replicado por meios de comunicação locais. Na reportagem é dito ainda que o posto de saúde localizado no bairro, devido a supostas pressões de facções, prioriza o atendimento a criminosos e que há a imposição de toques de recolher.

Foto: reprodução/Rede Record

Checamos a gravação e foi possível deduzir que as informações veiculadas são imprecisas. O equívoco diz respeito a um crime retratado logo no início da reportagem para reforçar a suposta dominação de facções no bairro.

O caso ocorreu, na verdade, no vizinho município de Timon (Maranhão), especificamente no bairro Formosa, no dia 03 de março deste ano.

As cenas são do espancamento de um jovem conhecido como “Peladinha”. Depois de agredido, ele aparece sendo levado, pelos braços e pernas, para a carroceria de uma caminhonete. De acordo com matérias veiculadas na imprensa local, à época do acontecido, a hipótese é de que o jovem tenha sido levado para a execução.

Aliás, o Conselho de Presidentes das Associações da Irmã Dulce, através de extensa nota divulgada na imprensa local, rebateu esse e os demais pontos elencados na reportagem.

No entanto, é impossível colocar em cheque todo o conteúdo jornalístico. Citamos, por exemplo, a afirmação sobre a presença massiva de facções criminosas na comunidade.

Em janeiro de 2020, a própria Secretaria de Segurança Pública do Piauí, pela primeira vez, assumiu a presença de grupos como o Bonde dos 40 e o Primeiro Comando da Capital (PCC), destacados na reportagem, em todo o estado.

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Wanderson Camêlo

Referências da COAR

Portal Cidade Verde

Portal GP1

Portal Meio Norte

Um comentário em “COAMOS: Reportagem nacional sobre a Vila Irmã Dulce é imprecisa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s