Jornalismo independente contra a desinformação socioambiental na Amazônia

Por Infoamazonia e Fala

O projeto é parte de um consórcio formado por organizações da sociedade civil, agências e veículos comprometidos com a produção de informações confiáveis sobre temas ligados às florestas, povos indígenas e tradicionais na região

Diante de um contexto em que notícias falsas e informações que induzem ao erro são amplamente utilizadas em campanhas eleitorais em todo o mundo, a Associação InfoAmazonia, em aliança com a produtora FALA, lança neste mês de setembro o Especial Eleições do projeto “Mentira Tem Preço”. A iniciativa é parte de um Consórcio de Organizações da sociedade civil, agências de checagem e de jornalismo independente para o combate à desinformação socioambiental.

Com a primeira reportagem prevista para a publicação na próxima sexta-feira, 16/9, o projeto envolve o monitoramento da desinformação nas campanhas de candidatos ao governo dos nove estados da Amazônia Legal e também em plataformas e grupos públicos de mensagens.

Uma série de conteúdos (reportagens, matérias, peças de redes sociais) será  publicada no site e nas redes do InfoAmazonia e da Fala, além de compartilhada com uma rede de parceiros comprometida com a produção jornalística independente e confiável sobre temáticas socioambientais que podem ser decisivas para o futuro da Amazônia, região considerada central nas agendas de clima e biodiversidade globais.

No foco do monitoramento jornalístico, os governos estaduais são também responsáveis pela proteção das florestas e dos patrimônios ambientais, realizando a gestão ambiental e a implementação da Política Nacional do Meio Ambiente, entre outras atribuições. Além disso, o acompanhamento do horário eleitoral gratuito de todas as candidaturas homologadas pelo Supremo Tribunal Eleitoral (STE) nos estados da Amazônia Legal e o monitoramento das redes sociais contribuem para preencher um vácuo da cobertura jornalística na região. 

“A base de dados gerada pelo projeto é uma ferramenta importante para compreender o uso da desinformação socioambiental e como elas entram nas narrativas construídas pelos candidatos. Atestar a qualidade e veracidade das informações é crucial neste momento em que notícias enganosas podem decidir o resultado das eleições”, afirma Juliana Mori, diretora editorial do InfoAmazonia.

Projeto – O “Mentira Tem Preço – Especial Eleições” é uma continuação do “Amazonas: mentira tem preço”, projeto iniciado pelo InfoAmazonia e pela FALA em 2021, com o apoio da Open Society Foundations. Com o início do período eleitoral, as atenções do projeto se voltam a propostas dos candidatos ao executivo que representem ameaça ao meio ambiente e aos povos da floresta em toda a Amazônia Legal.

Durante um ano, o projeto monitorou, mapeou e investigou sistematicamente redes de desinformação com recorte socioambiental no estado do Amazonas. Nesse período, a iniciativa identificou uma indústria da fake news e desinformação como estratégia contra a proteção da floresta e dos povos indígenas.

“É preciso inovar para combater a desinformação socioambiental que circula, sem freios, em aplicativos e plataformas. O jornalismo é uma parte desse processo, mas não pode nem deve estar só. As políticas implementadas por plataformas digitais no Brasil, até aqui, não são suficientes para proteger a integridade eleitoral nem para  combater a desinformação que impacta a Amazônia e outros biomas, as comunidades tradicionais e os povos indígenas e o negacionismo climático”, afirma Thais Lazzeri, jornalista e diretora da produtora FALA.

Monitoramento – Uma equipe de repórteres locais monitora o discurso dos candidatos a governador nos nove estados da Amazônia Legal, durante o horário eleitoral gratuito em Rádio e TV, formando uma base de dados com os indícios de desinformação socioambiental propagandeadas pelos candidatos.

Além do horário eleitoral, são monitoradas algumas palavras-chave em grupos públicos no Telegram e no WhatsApp e analisados vídeos em canais de extrema direita no YouTube, sempre com foco na desinformação socioambiental relativa à Amazônia, produzida dentro e fora da região.

O cruzamento dessas duas principais bases de dados permitirá a produção de uma série de reportagens que serão compartilhadas a partir do dia 16 de setembro. Todo o material produzido será publicado no site http://infoamazonia.org e divulgado nos perfis da Fala no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

O conteúdo será distribuído também via newsletter semanal e disponibilizado para a publicação na íntegra. Além da produção do InfoAmazonia e da FALA, serão distribuídos materiais de outros  integrantes do Consórcio de Organizações da Sociedade Civil, Agências de Checagem e de Jornalismo Independente para o Combate à Desinformação Socioambiental, como o Observatório do Clima (Fakebook), O Eco, Aos Fatos e o Repórter Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s