É Fake? Alimentos na internet apontados como anticancerígenos

Por Marta Alencar

Uma das doenças que mais provoca mortes no mundo, o câncer, se destaca entre as principais desinformações e boataria nas redes sociais. Entre os principais conteúdos desinformativos encontrados na internet estão alimentos que prometem curar a doença. Tais informações falsas provocam ruídos acerca do câncer, que preocupam especialistas, uma vez que elas podem atrapalhar tratamentos.

Para o quadro Saúde sem Desinformação, a nutricionista Ana Rafaela Silva Pereira, que também é mestra do Programa de Pós-graduação de Ciências e Saúde da Universidade Federal do Piauí (UFPI), esclareceu sobre vídeos divulgados na internet, que apontam e enganam ao prometerem supostas curas de doenças, como alimentos que combatem o câncer, publicados diariamente no YouTube e TikTok.

“Na ciência, não há registro de um alimento sozinho que tenha a capacidade de proporcionar cura para um paciente com câncer. O que temos comprovado na literatura científica é que alimentos em conjunto com tratamentos quimioterápicos e hormonais, podem estar auxiliando o processo de cura. Há também planos alimentares que auxiliam na prevenção de tumores malignos, com alimentos ricos em vitaminas antioxidantes, que ao se ligarem com espécies reativas de oxigênio, diminuem assim as mutações genéricas no organismo. Ou seja, existem alimentos em conjunto, que atuam na prevenção, tratamento e pós-tratamento de tumores malignos”, explicou a nutricionista.

Confira algumas dicas da nutricionista sobre alimentos divulgados com propriedades anticancerígenas na internet:

COAR: É verdade ou não é? O câncer pode ser curado ao consumir o noni ou chá verde?

Nutricionista – “Não é que o noni sozinho ou o limão sozinho que cura a doença. Alguns alimentos, principalmente os orgânicos, ajudam a prevenir a incidência de tumores malignos. Mas, após o desenvolvimento desse tumor, se a pessoa já estiver com o diagnóstico de um câncer, a alimentação não vai curar. O processo de cura só é possível, hoje, através de cirurgia, de quimioterapia e de radioterapia”, ressalta a nutricionista.

“A alimentação serve para auxiliar nesse processo de cura. Então, eu não posso pegar apenas o chá verde e dizer que ele vai curar o câncer, porque isso não é verdade. Isso é um boato. O que tem de verdade e de comprovações científicas é que o chá verde auxilia durante o processo de tratamento das pessoas. E alguns estudos observaram que ele pode auxiliar também na prevenção, assim como o limão e demais frutas que são ricas em antioxidantes. Pois, alimentos ricos em antioxidantes ajudam na prevenção de doenças no geral”.

COAR: Maçã evita o câncer de pulmão?

Nutricionista – Não 100%, mas sim. A maçã é rica em vários nutrientes fitoquímicos com propriedade antioxidante, ou seja, irá auxiliar na prevenção de futuras alterações em nossas células, incluindo qualquer câncer. No caso específico de câncer de pulmão foi observado em testes com camundongos, que utilizando uma substância isolada que se tem na maçã, juntamente com determinado tipo de medicamento utilizado na quimioterapia, há ótimos resultados, fazendo assim que futuramente possamos usar essa substância extraída de um alimento natural, que auxilie no tratamento e redução do tumor maligno no pulmão.


COAR: Tomate previne o câncer de próstata

Nutricionista – Também não. O tomate in natura assim como outras frutas apresenta suas propriedades benéficas que auxiliam no bom funcionamento de nosso organismo, porém poucos estudos foram realizados para que se tenha tal comprovação. Inclusive, analisando estudos já feitos nos últimos anos, alguns demostraram viés nos resultados e outros concluíram que a taxa de prevenção é muito pequena.


COAR: Gengibre cura qualquer tipo de câncer?

Nutricionista – Não. Há pouquíssimos estudos nessa área, e nenhum chega a ser conclusivo para esse tipo de afirmação. Já foi realizado em laboratório alguns testes, porém mesmo com uma quantidade muito elevada não se teve a cura, no máximo irá auxiliar na sensação de fraqueza do paciente que passa pelo tratamento. É importante lembrar que não se deve fazer uso sem antes consultar a equipe oncológica, responsável pelo tratamento, pois o gengibre pode interagir com alguns tipos de medicamentos e até mesmo piorar o quadro do paciente.

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo WhatsAppTelegram ou pelo nosso email coarnews@gmail.com ou mesmo pelo Instagram (@coarnoticias).

Um comentário em “É Fake? Alimentos na internet apontados como anticancerígenos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s