COAMOS: Aplicativo do TSE não permite denúncias contra o PT?

Por Wanderson Camêlo

Conteúdo verificado: Conteúdos dissipados em grupos de WhatsApp e em outras redes sociais destacam que o aplicativo Pardal, do Tribunal Superior Eleitoral, não permite o envio de denúncias relacionadas ao Partido dos Trabalhadores.

Onde foi publicado: Twitter, Instagram, Facebook e YouTube

Etiqueta: Falso (Se faz)

Boa parte das informações do tipo passou a circular na internet a partir da última terça-feira, 25.

Na sexta (28), por exemplo, um blogueiro piauiense, de direita, contribuiu com o compartilhamento do conteúdo falso. Em uma página com mais de 80 mil seguidores no Instagram, ele destacou que o app “não tem o PT na lista dos partidos a serem denunciados”. A COAR recebeu um print da postagem, que já foi apagada do perfil. Um vídeo foi anexado à publicação no intuito de comprovar a afirmação.

O mesmo fez um perfil pessoal no Twitter em postagem, do último dia 25, analisada pela Coar. Na gravação o autor simula no próprio aplicativo uma denúncia de crime eleitoral; ao digitar a palavra PT, na aba “selecione o partido”, só aparece a sigla do PTB.

“O Aplicativo do TSE, denominado de Pardal, criado para denúncias de propaganda eleitoral irregular e outras afrontas a lei eleitoral NÃO PERMITE DENÚNCIAS CONTRA O PT. Tentei várias vezes. Assista o vídeo. Agora olha a surpresa: se for contra o partido do Presidente pode”, afirma o autor da publicação.

O aplicativo Pardal (para telefones celulares) é direcionado ao envio de denúncias sobre crimes eleitorais. A nossa reportagem analisou o dispositivo e foi possível comprovar que é possível sim a realização de denúncias contra o PT.

O que acontece é que a sigla se uniu ao PV e ao PCdoB, formando assim um só partido. Por isso, para o envio de queixas relacionadas à legenda se faz necessário clicar na aba “selecione a coligação”. Logo em seguida vai aparecer a opção para marcar a federação ou coligação da qual o Partido dos Trabalhadores faz parte.

O mesmo vale para as outras legendas que preferiram se unir por meio de federação, foram os casos de PSDB/Cidadania e PSOL/Rede.

Alcance da publicação: Não foi possível fazer o registro da viralização da postagem feita pelo blogueiro piauiense porque a mesma, como já explicado, foi tirada do ar. No caso da publicação feita via Twitter checada pela nossa reportagem, a mesma obteve 6.108 curtidas, 3.307 compartilhamentos e 316 comentários.

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo WhatsApp, Telegram ou pelo nosso e-mail coarnews@gmail.com ou mesmo pelo Instagram (@coarnoticias).

Um comentário em “COAMOS: Aplicativo do TSE não permite denúncias contra o PT?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s