FALSO: “Fiat teria sofrido prejuízo de R$ 100 milhões após repudiar declaração homofóbica de Maurício Souza”

Canais no Youtube, páginas e grupos conservadores em redes sociais estão divulgando em massa a alegação falsa de que a Fiat teria sofrido um prejuízo de “mais de 100 milhões em vendas” por um suposto boicote a marca em apoio ao jogador de vôlei Maurício Souza. O atleta foi dispensado do Minas Tênis Clube depois de fazer declarações homofóbicas nas redes sociais. No entanto, a informação é totalmente falsa e inventada.

Desde o caso em questão, conservadores vêm incitando boicotes à marca e inventando informações para prejudicar os patrocinados do Minas Tênis Clube, incluindo a Fiat.

Com base nos dados de emplacamentos divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a Fiat fechou o mês de outubro como líder de vendas de automóveis e comerciais leves no país. A fabricante comercializou 29.397 unidades no período, o que representa uma participação de 19,59% do mercado brasileiro. O Estadão já havia verificado e confirmado esses dados. Ou seja, os dados nesses conteúdos e páginas conservadoras não são baseados em fatos, porque não há qualquer informação que confirme os posts. Revelando assim que o suposto boicote não trouxe prejuízo de R$ 100 milhões a marca italiana.

Fonte: Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores/2021

Em 26 de outubro, a Fiat havia dado um pronunciamento diante das declarações do atleta:

Posicionamento oficial da Fiat nas redes sociais

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso email coarnews@gmail.com ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Marta Alencar

FALSO: Vídeo da queda de avião de Marília Mendonça e toda sua equipe

No momento em que o país inteiro está devastado com a morte da cantora Marília Mendonça, de 26 anos, e mais quatro pessoas na tarde desta sexta-feira (5) após a queda de um avião de pequeno porte perto de uma cachoeira na serra de Caratinga, interior de Minas Gerais, um suposto vídeo da queda do avião é divulgado por alguns sites de notícias e nas redes sociais, inclusive no WhatApp e TikTok.

No entanto, a COAR fez uma busca reversa das imagens, verificou e analisou que as imagens não representam o momento da queda do avião. As imagens divulgadas em massa, principalmente em grupos de WhatsApp, são referentes há um acidente de 2012, em Jundiaí, no interior de São Paulo.

O Fato ou Fake já havia apurado essa informação e outra que tratava sobre um áudio mentiroso que circula nas redes sociais, que supostamente revelaria as últimas palavras de piloto do avião da cantora. O que não é verdade. A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso email coarnews@gmail.com ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Marta Alencar

Referências da COAR:

G1

FALSA: Mensagem “Wellington Dias não comprou vacinas contra Covid-19”

É verdade que o governador Wellington Dias (PT) não agilizou a compra de vacinas contra o novo coronavírus para o Piauí? A informação (abaixo) mostra uma imagem do petista, com a bandeira do Brasil ao fundo, e as seguintes informações:

“Governo Federal: 2.176.820 doses [de vacinas contra a Covid-19] enviadas para o Piauí pelo Ministério da Saúde. Zero [vacinas] compradas pelo Wellington Dias”, diz o texto da montagem, dissipada no Facebook.

MENSAGEM IMPRECISA

O site do Ministério da Saúde mostra que atualmente o número de vacinas enviadas ao estado é de 3.085.180, ou seja, ultrapassou já o contingente destacado na imagem checada, o que mostra que a mesma não é recente.

E o governador Wellington Dias, ele realmente não agilizou a compra de nenhum imunizante? Falso. Ainda este mês o Piauí negociou, por meio do Instituto Butantã, a compra de 500 mil doses da vacina chinesa Coronavac. A informação foi confirmada pelo chefe do executivo piauiense no último dia 13. A entrega deve acontecer já no próximo mês de setembro.

Wellington, antes, tentou viabilizar, através do Consórcio de Governadores do Nordeste, a compra de imunizantes russos contra a doença, mas esbarrou em uma série de condicionantes impostos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A volta atrás foi anunciada no dia 05 deste mês. Era prevista a compra de 37 milhões de doses da Sputnik V, a serem distribuídas entre todos os estados do Nordeste.

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Referências da COAR:

Ministério da Saúde

Portal Cidade Verde

CONTEÚDO IMPOSTOR: Mensagem forja assinatura do Grupo Unimed para repassar informações falsas sobre variante Delta

Uma mensagem compartilhada em grupos de WhatsApp que supostamente teria a assinatura do “Grupo Unimed” faz um falso alerta sobre a variante Delta da Covid-19. De acordo com o texto, a variante não apresenta: sintomas de tosse e nem febre, “mas articulações muito doloridas, dor de cabeça, dor no pescoço e na parte superior das costas, fraqueza geral, perda de apetite e pneumonia”, alerta a mensagem.

Mensagem Falsa

A COAR verificou que o conteúdo compartilhado é falso. A Unimed não compartilhou nenhuma mensagem assinada como “Grupo Unimed” e ainda com informações imprecisas. Em comunicado oficial, a Unimed esclarece que o Sistema Unimed” somente se pronuncia por intermédio dos canais oficiais de comunicação, promovendo o acesso a informações seguras e confiáveis”, informou.

No mesmo comunicado a Unimed também apresentou informações a respeito da variante Delta, explicadas pelo infectologista Alexandre Naime, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).  A variante Delta tem como principal característica a sua alta transmissibilidade. Em relação à cepa original do vírus, a variante é 97% mais transmissível, conforme estudo do King’s College London.

“De acordo com essa pesquisa, publicada há um mês, os sintomas de quem tem a variante delta são mais tênues, com menos ocorrência de tosse e dor no corpo. Em pacientes mais jovens, os sintomas se assemelham a um resfriado, com menos perda de olfato e paladar”, explicou.

A flexibilização de medidas restritivas e a redução da imunização é um dos fatores para o agravamento e a propagação da variante Delta. Especialistas alertam que é necessário acelerar a vacinação e a população continuar com os mesmos cuidados desde o início da pandemia: evitar aglomerações, distanciamento social de no mínimo um metro, uso de máscara e lavagem das mãos com frequência com água e sabão ou álcool em gel 70%.

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Kryssyno Oliveira

Referências da COAR:

Sistema Unimed

Metrópoles

BBC Brasil

Lázaro é capturado por policiais?

É falso o vídeo que vem sendo divulgado em inúmeros grupos de WhatsApp de que Lázaro Barbosa de Sousa, suspeito de uma série de crimes no Distrito Federal e em Goiás foi encontrado por policiais. Ele está sendo foragido desde 2016 e tem extensa ficha criminal, segundo a polícia. Infelizmente o criminoso ainda não foi encontrado.

O vídeo verdadeiro é de janeiro deste ano e mostra o momento em que um homem não identificado foi preso por cometer furtos de fios elétricos em uma igreja localizado na avenida Camapuã, no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte de Manaus. O suspeito se escondeu dentro de uma freezer para despistar a polícia conforme reportagem do site Imediato.

A COAR alerta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Marta Alencar

Governador Rui Costa foi flagrado aglomerando sem máscara em meio à pandemia da Covid-19?

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), foi flagrado dançando forró, sem máscara, em meio à pandemia da Covid-19? A informação que circula massivamente em grupos de WhatsApp e acompanha um vídeo em que aparece não só o gestor, como também os senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Jaques Wagner (PT-BA) é falsa, pois o vídeo em questão é de 2018, antes da pandemia. O texto diz o seguinte: “A TURMA DO FIQUE EM CASA E DA CPI DA CLOROQUINA TODOS SEM MÁSCARAS NO FORRÓ NO FINAL DE SEMANA NA BAHIA”.

Foto: reprodução/WhatsApp

Na gravação Rui Costa está dançando com uma mulher, não identificada, ao som de uma banda de forró. Os demais presentes acompanham cantando.

O governador Rui Costa dançando forró em uma festa na Bahia (Foto: reprodução/YouTube)

Depois de checagem foi possível confirmar que o vídeo foi disponibilizado na internet (especificamente no YouTube) em 2018, portanto, bem antes da pandemia da Covid-19. Diante disso, é possível confirmar que a informação analisada é falsa.

A gravação não contém montagem. De acordo com uma das páginas onde o mesmo foi disponibilizado, as cenas foram registradas na cidade de Irecê-BA.

A COAR alerta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Wanderson Camêlo

Prêmio Nobel de Medicina declarou que vacinados contra a Covid-19 irão morrer em dois anos?

Uma imagem compartilhada nas redes sociais afirma que o virologista francês e professor Luc Montagnier, que também é vencedor do Prêmio Nobel de Medicina de 2008 declarou que pessoas vacinadas contra o novo coronavírus irão morrer em dois anos. A COAR checou a imagem abaixo com texto:

Reprodução/WhatApp

O conteúdo checado pela COAR é falso. O primeiro ponto que a COAR observa é a forma como o texto está escrito, em tom alarmante, de que as pessoas vacinadas irão morrer em dois anos, o que cientificamente não é verdade. O segundo ponto que torna a mensagem falsa é a manipulação do texto, que durante a entrevista citada o virologista teria falado sobre mortes, e na original, do site americano “RAIR Foundation“, Prof. Montagnier falou da criação de variantes da Covid-19 por meio das vacinas. O próprio veículo também divulgou uma notícia desmentindo o fato deturpado.

Variantes

Alguns especialistas já debateram sobre a suposta teoria de que as vacinas criam variantes, o que também não é verdade, já que a função delas é treinar e preparar as defesas naturais do corpo – o sistema imunológico – para detectar e combater vírus e bactérias selecionados. Se o corpo for subsequentemente exposto a esses patógenos, estará pronto para destruí-los imediatamente, evitando doenças.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), todas as vacinas usadas para a imunização são seguras e protegem contra as formas graves e críticas da doença. Além disso, é necessário que todas as pessoas sejam imunizadas o quanto antes, para evitar que o vírus circule entre as pessoas, mesmo naquelas já imunizadas. 

“Mesmo quem já se vacinou, deve continuar com as demais medidas de prevenção: manter distanciamento físico, evitar aglomerações, usar máscara corretamente, higienizar frequentemente as mãos e manter ambientes arejados”, recomenda a SBI, pois, mesmo quem já se vacinou pode vir a contrair o vírus e transmitir para outras pessoas.

Outra recomendação dos especialistas é com relação às doses, é necessário que todas as pessoas tomem as duas doses das vacinas, pois nenhum imunizante é 100% eficaz. É preciso estar atento ao calendário de vacinação, do estado ou cidade, e não perder prazo.

Vacinação

De acordo com o Vacinômetro, ferramenta de monitoramento de vacinação do Ministério da Saúde, no Brasil, até o dia 02/06, cerca de 68.244.216 brasileiros já foram imunizados contra à Covid-19, sendo 45.940.210 pessoas com a primeira dose e 22.304.006 pessoas com a segunda dose.

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Kryssyno Oliveira

Referências da COAR:

Organização Mundial da Saúde (OMS)

RAIR Foundation

Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI)

Ministério da Saúde

COAMOS: Pesquisa do Instituto Paraná aponta para vitória de Bolsonaro, contra Lula, em todos os estados?

Uma pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta para vitória de Jair Bolsonaro em todos os estados, em um possível confronto com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2022, na disputa pela presidência da República? Falso.

No site relativo à empresa não é possível encontrar dados que indicam a execução de aferimentos por estado, como consta na mensagem, compartilhada em grupos de WhatsApp e em outras redes sociais, como o Facebook.

O último levantamento feito pelo instituto foi divulgado no dia 07 deste mês e mostra que o capitão reformado venceria o petista no primeiro turno com uma diferença de apenas 3,4 % dos votos (32,7% contra 29,3). A sondagem foi encomendada pelo grupo Veja.

“[…] o presidente lidera nas quatro simulações de primeiro turno, com porcentuais que variam de 32,7% a 34,5% dos votos, sempre seguido de perto pelo petista. O mesmo contingente — 32,1% — diz que considera o seu governo ótimo ou bom. No segundo turno, ele está à frente dos principais rivais”, destacou a Revista Veja em reportagem publicada no dia 07 deste mês.

Foto: reprodução/Revista Veja

Em âmbito de estado, até o momento a empresa disponibilizou apenas os resultados de pesquisas eleitorais, para simular a disputa entre Bolsonaro e Lula, realizadas na Bahia e no Rio Grande do Sul: de forma individualizada. Os números revelados sobre os dois casos, diga-se de passagem, ajudam a confirmar que o levantamento divulgado nas redes sociais é falso.  

Se dependesse dos gaúchos, o atual presidente brasileiro venceria o pleito no primeiro turno com 30% das intenções de voto, contra 24,9% do ex-presidente. As informações foram retiradas pela nossa reportagem do endereço virtual do Paraná Pesquisas.

Na Bahia o cenário é diferente. Lula levaria a melhor, com 43,3% dos votos válidos, contra 24,6% de Jair Bolsonaro.

Na mensagem checada aqui pela nossa reportagem consta que o atual chefe do executivo brasileiro levaria a melhor com 69,39% de aprovação no Rio Grande do Sul e com 69,62% no estado da Bahia. Confira o conteúdo da mensagem falsa logo abaixo:

Pesquisa realizada hoje!
Paraná pesquisas registrado no TSE:
Bolsonaro Vence hoje em todos os estados, porque o povo quer que ele continue!


Acre: Bolsonaro 74,18 %


Alagoas:Bolsonaro 58,36%


Amapá: Bolsonaro 72,29%


Amazonas: Bolsonaro 66,18%


Bahia: Bolsonaro 69,62%


Ceará: Bolsonaro 67,46%


Distrito federal: Bolsonaro 71,25%


Espírito santo: Bolsonaro 80,70%


Goiás: Bolsonaro 77,25%


Maranhão: Bolsonaro 61,90%


Mato Grosso: Bolsonaro 60,36%


Mato Grosso Sul: Bolsonaro 54,55%


Minas:;Bolsonaro 62,81%


Pará: Bolsonaro 59,67%


Paraíba: Bolsonaro 60,91%
__
Paraná: Bolsonaro 67,88%


Pernambuco: Bolsonaro 68,09%


Piauí: Bolsonaro 65,71%


Rio Janeiro: Bolsonaro 69,72%


Rio Grande Norte:Bolsonaro 76,51%


Rio Grande Sul: Bolsonaro 69,39%


Rondônia Bolsonaro 69,85 %


Roraima: Bolsonaro 60,43%


Santa Catarina: Bolsonaro 82,41%


São Paulo: Bolsonaro 71,47%


Sergipe: Bolsonaro 61,13%


Tocantins: Bolsonaro 61,23%


COMPARTILHE E MOSTRE QUE O POVO CANSOU DE SER BESTA! PORQUÊ O POVO QUER RENOVAÇÃO !Se vc faz parte deste povo, confirme repassando a amigos essa aspiração de alguem honesto sentado na cadeira de presidente de um Brasil renovado ! Faça isso, e não se arrependerá. Tenho certeza.

Essa noticia não vai sair no Estadão, Folha, UOL, Facebook, Instagram, OGLOBO, JB, etc. TVs Globo, Band etc.

A COAR alerta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Boticário: Link de Promoção do Dia das Mães é falso

É comum encontrarmos na internet, golpistas que utilizam a marca verdadeira de empresas, inclusive o link oficial do site de organizações de forma maliciosa para dar maior credibilidade aos seus conteúdos ao mesmo tempo que utilizam links enganosos para aplicar golpes. A marca de cosméticos O Boticário é um alvo frequente.

Leitora da COAR pedindo esclarecimento sobre o link

Recentemente, há um link que vem sendo divulgado sobre uma promoção para o Dia das Mães com produtos da empresa. Para conseguir a tal promoção, o usuário teria que clicar em um link malicioso —portanto a avisa: Não clique ou compartilhe, pois o link não corresponde ao verdadeiro da empresa. Além disso, não há qualquer informação sobre essa suposta promoção no site da marca, embora existam sim kits promocionais.

A COAR alerta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Marta Alencar

REDE GLOBO: Documento sigiloso 2020 revela diretrizes de pautas sobre Covid-19 para atingir atual governo?

Existem conteúdos que manipulam informações e tentam usar marcas de empresas de comunicação para deturpar dados e assim enganar usuários, principalmente relacionadas à Covid-19. É frequente o número de conteúdos que tentam descredibilizar o papel da imprensa na cobertura sobre a pandemia no país. Grupos extremistas utilizam variadas formas para provocar tal confusão, desde humanos a bots (robôs).

O primeiro ponto da distorção é a logo, além de ser ultrapassada não é semelhante a atual apresentada pela Rede Globo. A Globo começou este ano lançando sua nova marca. Conforme informações colocadas no site institucional do Grupo, a logo “representa uma empresa que cresceu, que traduz essa nova Globo, mais leve, mais próxima”.

Novo logo da Globo apresentada

A evolução das logos da Rede Globo nos últimos anos, o que demonstra mais uma vez que essa logo de 2020 no suposto documento é falso. Além disso, a COAR questiona mais uma vez a veracidade de tal documento, pois não releva o apresentador, que teria sido demitido.

Fonte:  GKPB

O segundo ponto questionado pela COAR é que o título do documento soa totalmente arbitrário e enganoso. Porque pauta jornalista tem um outro formato, que segue objetivos fontes e etc. O documento falso apresentado se realmente tivesse credibilidade deveria ser chamado de diretrizes editoriais para todos os veículos que compõem a Rede Globo e não apenas Pauta para Covid-19, no singular.

Documento é falso

Outro ponto discutível no documento é que claramente mostra que os telejornais da Rede Globo seriam orientados a não ouvir autoridades, servidores ou pesquisadores, o que realmente não é verdade. Confira vídeos de entrevistas aqui. Além disso, é importante ler o documento da Rede Globo, que apresenta os seus princípios editoriais.

Além disso, o documento falso utiliza o nome de Cláudio Marques, editor-chefe do Jornal Hoje, ou seja, que não é editor-chefe da Rede Globo.

A COAR alerta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Marta Alencar