ENGANOSO cadastro para receber cesta básica do Governo Federal

A COAR recebeu uma mensagem no WhatsApp sobre um suposto programa do Governo Federal chamado “Prato Cheio”, onde após um cadastro, o usuário receberia uma cesta básica gratuita. Cesta básica de graça sempre é bom, principalmente durante essa crise do coronavírus, que vem afetando milhares de famílias brasileiras. Contudo, verificamos que as informações dessa corrente são enganosas.

Enganoso cadastro de cesta básica

Há sim, um programa chamado Prato Cheio. Porém, ele foi criado pelo governo do Distrito Federal e só funciona por lá e o governo Federal não está envolvido. As informações não são apenas imprecisas, pois o erro não está apenas no fato de terem colocado o Executivo Federal. Mas há outros erros:


1º- Link falso: Na mensagem dizia que o cadastro para o tal programa deveria ser feito acessando o link e isso não é verdade. A COAR verificou que o cadastro para os moradores do Distrito Federal que se enquadram no auxílio deve ser feito no site do Banco de Brasília (BRB). Quanto ao site da mensagem desde hoje já está fora do ar, mas antes o link levava a um site falso, onde o usuário colocaria suas informações, que seriam furtadas por golpistas.


2º- Não é cesta básica: O programa do Distrito Federal não dá cestas básicas. O verdadeiro programa é voltado para a compra de alimentos em estabelecimentos conveniados e os cadastrados recebem R$ 250,00.


A COAR alerta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Guilherme Cronemberger

Referências:

  1. Site Metrópoles

Imagem fora de contexto de Bolsonaro rezando pelos brasileiros diante dos casos da Covid-19

Por: Leonardo Lima e Marta Alencar

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se declara católico, mas corteja o eleitorado evangélico. Isso todo mundo já sabe. Inclusive uma imagem do presidente ajoelhado em uma igreja católica vem circulando nas redes sociais, atribuída ao período de pandemia do novo coronavírus. Embora a imagem seja verdadeira, a COAR classifica como totalmente fora de contexto.

Muitos seguidores de Bolsonaro creditaram que a imagem representa o presidente orando pelos brasileiros diante dos casos da Covid-19.

A imagem foi tirada no dia 05 de janeiro de 2020 em uma visita de Bolsonaro a Catedral Metropolitana de Brasília. Bolsonaro ficou poucos minutos no local, depois partiu para a Esplanada. Nesse mesmo período ainda não tínhamos registros do surto da Covid-19 no Brasil. Até porque o primeiro registro no país foi em 24 de fevereiro.

O chefe do Executivo, embora seja batizado em uma cerimônia evangélica em 2016, no rio Jordão, continua se declarando católico; enquanto sua mulher, Michelle Bolsonaro, considera-se evangélica.