É FAKE? Informação sobre a morte do empresário João Claudino

Por: Marta Alencar

Atualizada às 12:30h

O empresário João Claudino faleceu na manhã desta sexta feira (24), aos 89 anos em Teresina. A morte é decorrente de um câncer de próstata avançado, com metástase. João Claudino estava internado no Hospital de Terapia Intensiva (HTI).

Foto: Divulgação/ Armazém Paraíba

João Claudino era proprietário do Grupo Claudino e chegou a Teresina em 1968 para abrir sua segunda filial. Desde então, os negócios se expandiram e atualmente contam com mais de 15 empresas, sendo a mais popular, o Armazém Paraíba.

Ontem boatos sobre a morte do empresário viralizaram no Piauí, mas eram falsos. A família se pronunciou apenas que João Claudino estava internado em estado grave, acometido por um câncer de próstata.

COAR é uma iniciativa, genuinamente piauiense, apartidária e imparcial, que preza pela transparência das fontes, do financiamento e da organização, com uma política de correções aberta e honesta. Até o momento, decidimos não receber nenhum tipo de financiamento.

Informação em vídeo que Valdecy Claudino se posiciona contra isolamento social

Uma legenda equivocada pode levar desinformação à população e causar danos a imagem de uma pessoa. Nesta segunda-feira (20), a COAR recebeu um vídeo informando que o empresário Valdecy Claudino, irmão de João Claudino, presidente da Socic (Sociedade Comercial Irmãs Claudino), se posiciona contra o isolamento social imposto por prefeitos e governadores durante a pandemia do novo coronavírus. No entanto, a legenda e a descrição no vídeo são falsas, pois a pessoa em questão é Valdeci Cavalcante, presidente do Federação do Comércio do Estado do Piauí (Fecomércio).

O vídeo com a legenda equivocada

No vídeo, Valdeci Cavalcante (e não, Valdecy Claudino) faz duras críticas ao isolamento social estabelecido no Piauí. Criticando, inclusive, a legalidade da medida e alertando para o desemprego em massa.

A nota da Socic esclarecendo que a informação é falsa

Diante da repercussão da legenda e da descrição do conteúdo, totalmente equivocadas, atribuídas ao empresário Valdecy Claudino, irmão de João Claudino, presidente da Socic (Sociedade Comercial Irmãs Claudino), a assessoria da empresa publicou uma nota (acima) esclarecendo que o conteúdo é falso.

A COAR investigou o vídeo correto e encontrou a declaração de fato do presidente da Fecomércio no Piauí, Valdeci Cavalcante:

A COAR aproveita a oportunidade para enfatizar que Valdecy Claudino não deu qualquer posicionamento sobre abertura do comércio no Piauí diante do caos da pandemia.

Escrito por: Marta Alencar e Gabrielle Âlcantara

A COAR é uma iniciativa, genuinamente piauiense, apartidária, que preza pela transparência das fontes, do financiamento e da organização, com uma política de correções aberta e honesta. Até o momento, decidimos não receber nenhum tipo de financiamento. A própria equipe financia o projeto, porque acredita na relevância do mesmo para o Piauí.

Grupo Claudino irá construir Hospital para pacientes da Covid-19 em Teresina?

Recebemos no Whatsapp, a seguinte informação: “Grupo Claudino acaba de anunciar a construção de um hospital para atender em prioridade as vitimas do corona vírus no Piauí, o hospital funcionará no prédio aonde funcionou o hiper bom preço na Av frei serafim. Dê parabéns o empresário João Claudino👏👏👏”. A COAR verificou e a informação é falsa.

Foto: Reprodução/ Ascom PMT

De acordo com a assessoria da Prefeitura Municipal de Teresina, a informação é inverídica. Na verdade, o Grupo Claudino cedeu o espaço para que a Prefeitura possa equipar e fazer as adequações necessárias para receber pacientes de casos mais leves da Covid-19, conforme apuramos com a Ícone Comunicação, empresa responsável por assessorar o Grupo Claudino.

O Prefeito Firmino Filho está estudando locais inabitados na cidade para montar uma rede de saúde para um possível agravamento do coronavírus. A ideia é transformar locais em hospitais de campanha a serviço de pacientes com casos médios ou leves do vírus.

Escrito por: Marta Alencar