Sátira: Imagem do criminoso Lázaro Barbosa de Sousa com Lula é divulgada em grupos de WhatsApp

É frequente encontrarmos na internet imagens que viralizam com conteúdos sátiros sobre políticos no país, incluindo o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, Lula, do Partido dos Trabalhadores (PT). A mais recente é do ex-presidente ao lado de Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, que vem realizando uma série de ataques em casa e chácaras e matou quatro pessoas de uma mesma família. Nas redes sociais, o suspeito é popularizado como ‘serial killer de Brasília’.

A imagem é questão (abaixo) é manipulada e não condiz com a verdade, não passando de sátira com tom de deboche sobre a real situação do criminoso.

Foto/Reprodução WhatsApp

A verdadeira imagem condiz com o ex-presidente Lula ao lado do ex-candidato a prefeito de São Paulo Guilherme Boulos (Psol).

Lula declara apoio a Boulos em São Paulo para 'restabelecer democracia no  Brasil' | Política: Diario de Pernambuco
Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

A foto é de 2018 e feita durante uma convocação geral do PT em São Bernardo do Campo, após o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública,  Sergio Moro, determinar a prisão de Lula quando exercia o cargo de juiz. O ato, convocado pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, reuniu cerca de 5000 pessoas, de acordo com o sindicado, e várias figuras famosas da política brasileira, como a ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT Gleisi Hoffmann.

Luiz Marinho, Gleisi Hoffmann, Lula, Dilma e Boulos em São Bernardo. Foto: Reprodução/Brasil de Fato

A COAR alerta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Marta Alencar

VERIFICAMOS: PT, PSOL e PCdoB votaram contra aumento da pena para políticos que roubam na pandemia?

“Foi aprovado na Câmara dos Deputados o PL 1485 que dobra pena para políticos que roubarem na Pandemia. PT, PSOL e PCdoB votaram contra. Alguma novidade? ”. Essa mensagem consta em uma arte gráfica, que circula em grupos de WhatsApp e faz referência especificamente ao projeto de Lei 1485/20, realmente aprovado pelo parlamento federal na terça-feira (1).

A imagem viralizou nas redes sociais


O texto da proposta trata sobre o aumento da pena de crimes de desvios de recurso públicos durante o período da calamidade pública causado pela Covid-19. Ou seja, a informação contida na mensagem compartilhada em redes sociais condiz com a verdade. No entanto, é imprecisa a parte que diz “PT, PSOL e PCdoB votaram contra”.

Nem todos que integram a frente de esquerda formada pelo PT, PSOL e PCdoB votaram contra aprovação do PL. Depois de apuração com base no que foi informado no portal Congresso em Foco (dedicado à cobertura dos fatos que acontecem no Congresso Nacional), foi possível constatar que, dos 53 petistas na Câmara Federal, dois votaram a favor (Erika Kokay, PT-DF, e Reginaldo Lopes, PT-MG) e um se absteve (Profª Rosa Neide, PT-MT).

O PSOL conta com uma bancada de 10 parlamentares e, no total, seis disseram não; os demais não votaram. PCdoB: todos os oito deputados da legenda preferiram rejeitar o projeto de lei 1485/20.Em números gerais, 487 deputados votaram na sessão da última terça-feira; destes, 421 se manifestaram a favor da aprovação do PL e 64, contra.

Caso você receba mensagens com informações duvidosas, questione e não compartilhe. Entre em contato conosco por meio do WhatsApp: (86) 99517-9773 ou pelo Instagram @coarnoticias.

Escrito por: Wanderson Camêlo